Blog

Imagem

Como declarar imóveis no imposto de renda

03/02/2019

O imposto de renda é um imposto coletado pela Receita Federal que incide sobre toda pessoa física que tenha tido um ganho acima de R$ 28.559,70. O contribuinte deve informar anualmente os ganhos do ano anterior (em 2018, os ganhos de 2017, por exemplo), para apuração e possível restituição.

A compra de um imóvel é um dos dados que deve constar no imposto de renda. Em 2018, a Receita Federal começou a coletar mais dados sobre o imóvel do que o ano anterior, como inscrição Municipal (IPTU), endereço, área, matrícula e em qual cartório o bem foi registrado. Porém, a partir deste ano o preenchimento desses itens é obrigatório.

. Apenas imóveis com valor superior a R$ 300.000,00 devem ser declarados.

Para declarar um imóvel que você comprou à vista, é preciso incluir um item referente a este imóvel no quadro “bens e direitos”, com toda a descrição do bem adquirido, deixando o valor zerado na coluna de 31/12/2017, e informando o valor total pago na coluna 31/12/2018.

Se o imóvel foi financiado, não é necessário declarar o valor dos juros, pois o imóvel já leva o valor dos juros do financiamento. Ainda, o declarante não deve informar o saldo devedor no quadro de “dívidas e ônus reais”, pois neste formato está apenas sendo informado o valor efetivamente pago a cada ano.

Caso o imóvel tenha sido adquirido em conjunto com outra pessoa, cada um dos coproprietários, deve informar em sua declaração os valores efetivamente pagos por ele com seus recursos. Ao somar a declaração de cada um deles, o total deve ser igual ao total pago pela compra do imóvel. Ou seja, cada um informa em sua declaração aquilo que efetivamente foi pago por ele em cada ano.

Se você vendeu um imóvel e teve lucro sob ele, é necessário declarar. Porém, esse valor deve ser apurado no momento da venda e não no momento da declaração. Se o valor de venda for maior que o de compra, há imposto a recolher, com uma alíquota de 15% sobre o ganho. Este valor deve ser pago até o último dia útil do mês seguinte ao da venda.

Fique atento aos detalhes ao declarar sua renda e seus bens, bem como ao prazo. O não cumprimento gera multa e torna-se um empecilho na vida financeira do contribuinte.

Fonte: Globo/Exame

Compartilhar

Posts relacionados

Imagem

Tem menos de 30 anos e quer comprar um imóvel? Confira essas dicas

22/01/2018

A casa ou apartamento próprio pode parecer um sonho distante. Mas, com planejamento financeiro esse sonho pode se tornar realidade, principalmente se você começar a planejar cedo. O financiamento é uma das alternativas para quem quer adquirir seu próprio imóvel. A faixa etária dos 30 anos se mostra uma idade propícia para começar a fazer planos como esse, principalmente porque ao comprar um imóvel, você tem o direito de financiá-lo em até 35 anos.

Imagem

Fiador, calção ou seguro fiança?

05/11/2017

Quando se aluga um imóvel, é preciso dar uma garantia para compensar o locador caso o inquilino não consiga honrar o pagamento mensal independente se a locação é para fins particular ou empresarial. As opções que o inquilino tem são: fiador, caução e seguro-fiança.

Imagem

Jardim Itu-Sabará: grande fazenda que tornou-se urbanizada e povoada por 31 mil habitantes

12/03/2018

Até as primeiras décadas do século XX, a região que atualmente corresponde ao Jardim Itu-Sabará tratava-se de uma grande fazenda. O início da urbanização da área data da década de 1950 e, em 1954, a região transformou-se em um loteamento.

ENCONTRE O SEU IMÓVEL

Negócio
Categoria
Localização
Código
Dormitórios
Valor de venda